Quais são os primeiros socorros no infarto? Saiba quais são os sintomas e como evitar

O Infarto Agudo Miocárdio é a primeira causa de mortes no Brasil. Dentre os fatores de risco estão a diabetes, o tabagismo, a hipertensão arterial e histórico familiar. Os infartos são emergências médicas, portanto é necessário que o atendimento médico seja realizado da forma mais rápida possível. Por isso, saber como proceder os primeiros socorros no infarto é a primeira medida para evitar complicações severas.

 

 

A doença número um das causa de mortes no País representa cerca de 100 mil óbitos anuais de acordo com dados do DATASUS. No Brasil, 49.511 homens e 34.602 mulheres foram vítimas de ataque cardíaco em 2016.

 

 

Segundo especialistas, o tempo ideal de atendimento médico para uma pessoa que está sofrendo de ataque cardíaco deve ser no mínimo 90 minutos. Dessa forma são reduzidas as chances de complicações e sequelas. Por esse motivo, hoje já existem tecnologias de telemedicina que auxiliam os pacientes a diagnosticarem o infarto antes que ele aconteça. Assim, reduzindo o tempo entre o infarto e o atendimento médico, o paciente aumenta significativamente suas chances de vida e melhora o controle da doença.

 

 

 

Tecnologia para prevenção de doenças e socorro emergencial

 

 

 

wearable para saúde

 

 

 

Essas tecnologias vão de dispositivos mais simples como o botão do pânico, o qual envia um alarme emergencial para um atendimento em questão de minutos, até tecnologias mais sofisticadas. As mais sofisticadas são capazes de monitorar os sinais vitais do usuário para que o dispositivo seja capaz de detectar os primeiros sintomas do infarto antes que ele aconteça.

 

 

Os primeiros socorros no infarto estão sendo aprimorados pelas Ambulâncias do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU). As ambulâncias passaram a contar com medicamentos trombolíticos, que podem diminuir em até 17% o número de mortes por infarto.

 

 

Mas afinal de contas, o que é o infarto?  Por que ele acontece?

 

 

O que é o infarto?

 

 

O infarto é morte do músculo cardíaco decorrente da obstrução da artéria por um ou mais coágulos sanguíneos. Esses coágulos se estabelecem em uma placa de gordura na parede da artéria impossibilitando a chegada do sangue até área cardíaca.

 

 

Dessa forma, a porção do músculo cardíaco passa por um processo de morte celular. Isso pode levar à morte súbita ou à insuficiência cardíaca.

 

 

Todo esse processo parece complexo mas na verdade é muito simples de acontecer no nosso corpo. Para acontecer basta que haja um acumulo elevado de gordura nas paredes das artérias. Para que haja esse acumulo, basta a pessoa ter tendências para a doença, ou má alimentação seguida de um alto nível de colesterol, ou até mesmo o simples fato de ser fumante.

 

 

 

 

 

Quais são os principais sintomas do infarto

 

 

LISTA DOS SINTOMAS DO INFARTO

 

 

 

  • A dor no peito é o sintoma mais predominante do infarto. É uma dor duradoura, podendo persistir por horas. Essa dor pode refletir no braço esquerdo, nos dois braços, na mandíbula, no estomago e nas costas.

 

 

  • Além da dor, o paciente pode apresentar suor frio, desmaio, e falta de ar.

 

 

Quanto mais rápido forem realizados os primeiros socorros no infarto, menor o dano no coração e menos probabilidade de sequela e/ou risco de morte.

 

 

Mas o que fazer quando você ou uma pessoa ao seu lado sentir os sintomas do infarto?

 

 

Primeiros socorros no infarto

 

 

 

Pessoa sofrendo infarto

 

 

 

Geralmente, o corpo envia sinais algumas semanas antes de você ter um infarto. É comum sentir algumas semanas antes do ataque cardíaco dores no estômago como queimações, cansaço e falta de ar. Os primeiros socorros no infarto devem ser ágeis, então nada de esperar a dor passar ou ir dormir para ver se melhora.

 

 

Se você está sozinho e sente os sintomas descritos acima, vá para o médico imediatamente. Caso os sintomas estejam mais fortes, ligue para um familiar e peça para que ele leve você ao hospital.

 

 

Outra medida eficaz para primeiros socorros no infarto é providenciar um aparelho de botão do pânico. Com esse dispositivo você aciona ajuda profissional com apenas um clique. Após apertar o botão, a central responsável pelo monitoramento irá acionar ajuda imediatamente.

 

 

Caso você esteja com uma pessoa que apresente os sintomas do infarto, primeiramente chame a emergência médica e avise que trata-se de um infarto. Enquanto isso, recoste-a em um canto apoiando sua cabeça sobre travesseiros  dobrando o joelho. Afrouxe as roupas em torno do pescoço, do tórax e da cintura.

 

Jamais medique a pessoa e não permita que ela se automedique.

 

 

Como prevenir o infarto?

 

 

pessoas fazendo jogging

 

 

 

Alimentação e atividade física

 

 

Muitas das maneiras para prevenir o infarto são similares àquelas que previnem o AVC. O histórico familiar pode influenciar muito na decorrência dessas doenças. Porém, há pessoas que acabam se colocando no quadro de risco por adotarem um estilo de vida favorável ao infarto e ao AVC.

 

 

Dentre as formas de evitar o infarto, o maior destaque está na boa alimentação somada à prática de atividades físicas. Segundo o cardiologista, José Renato, a atividade física é uma das medidas mais benéficas para prevenção do infarto.

 

 

Segundo o cardiologista, hormônios liberados pelo organismo depois do exercício relaxam a parede das artérias. A pressão arterial cai junto com a taxa de glicose. Além disso há um aumento no índice do colesterol bom, o qual é responsável por eliminar o excesso do colesterol ruim no corpo.

 

 

A boa alimentação é consequência do controle dos níveis de colesterol além do controle do peso. A má alimentação e o sobrepeso são uma das principais causas do infarto.

 

 

Uma das principais formar de evitar o acúmulo de gordura na parede das artérias é através do controle dos níveis de colesterol. Esse controle é feito através de uma boa alimentação e da prática de atividades físicas.

 

 

Parar de fumar

 

 

Mãos amassando o cigarro

 

 

A nicotina facilita a coagulação do sangue e faz com que as placas de gordura formem com mais facilidade. Além da nicotina, algumas das outras sete mil substâncias do cigarro faz com que formação de coágulos seja mais rápida. Dessa forma há aumento da dificuldade da passagem do sangue ou interrupção completa da circulação. Fumantes têm cerca de três vezes mais chances de sofrerem um infarto do que não fumantes.

 

 

 

Controlar o diabetes

 

 

 

Remédio de diabetes

 

 

 

Pessoas com diabetes deve ter cuidado redobrado já que possuem mais chances de terem infarto. Taxas altas de açúcar no sangue facilitam a formação das placas de gordura nas artérias. O diabetes desregula o nível de colesterol no sangue, fator que, como mostramos acima, favorece as chances da doença também.

 

 

Dessa forma, controlando bem a doença você evita o surgimento de outros problemas.

 

 

 

 

 

O infarto é uma emergência médica, saber como agir diante dessa situação é fundamental para salvar uma vida. Compartilhe essas informações nas redes sociais!


Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *